Todo empreendedor precisa aprender e se familiarizar com os principais termos utilizados no empreendedorismo. Além disso, é fundamental entender qual a aplicação prática de cada um deles no dia a dia da gestão.

A seguir listamos os 17 termos mais comuns. Dessa forma, você conhecerá siglas importantes e não enfrentará dificuldades para compreender a linguagem dos negócios. Acompanhe!

Principais termos utilizados no empreendedorismo

1. MEI

MEI – Microempreendedor Individual é o tipo de enquadramento jurídico criado para formalizar os pequenos empreendedores que trabalham por conta própria. Entre outros direitos, ele concede um número de CNPJ, permite a emissão de notas fiscais e a contratação de um funcionário.

2. DAS-MEI

O Documento de Arrecadação Simplificada do Microempreendedor Individual (DAS MEI) é a guia por meio da qual o pequeno empreendedor efetua o pagamento mensal dos impostos devidos.

3. PGMEI

O Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (PGMEI) é o sistema eletrônico dentro do portal do MEI que permite fazer a apuração dos valores devidos e a emissão do DAS-MEI.

4. DAS

Trata-se do Documento de Arrecadação do Simples Nacional, que unifica em uma única guia o recolhimento de vários impostos. Depois, esse valor é distribuído automaticamente para os estados e municípios correspondentes.

5. PGDAS-D

O PGDAS-D, Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório, é o sistema disponível no site do Simples Nacional para gerar e emitir a guia DAS.

6. DASN-SIMEI

Declaração Anual do Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI) é uma declaração de faturamento anual que o empreendedor individual precisa apresentar ao governo.

7. NF-e

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento fiscal eletrônico que substitui o antigo modelo de nota fiscal em papel. Esse modelo tem validade jurídica, garantida por assinatura digital por meio de certificado de segurança.

8. CNAE

O termo CNAE significa Classificação Nacional de Atividade Econômica. Trata-se de um código de 7 dígitos para a classificação e padronização das atividades econômicas em exercício em todo o país, facilitando o enquadramento das companhias e determinando a sua forma de tributação.

9. CLT

CLT é a sigla para Consolidação das Leis do Trabalho, a legislação trabalhista no Brasil, em que constam todas as normas que regulamentam as relações de trabalho entre empregadores e empregados.

10. NIT

A sigla significa Número de Identificação do Trabalhador. Consiste em um número atribuído pela previdência para quem deseja fazer o recolhimento das contribuições ao INSS. Ele equivale ao PIS/PASEP, porém voltado para o contribuinte individual, facultativo, empregado doméstico e segurado especial.

11. INSS

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é um órgão do Ministério da Economia ligado diretamente ao governo federal, responsável pelo pagamento dos benefícios previdenciários e principalmente das aposentadorias aos trabalhadores brasileiros.

12. CPP

A Contribuição Patronal Previdenciária (CPP) consiste em uma arrecadação vinculada ao INSS, paga pelo empresário ao governo federal para aplicação nos serviços e benefícios previdenciários concedidos aos seus empregados.

13. GPS

Guia da Previdência Social (GPS) é um documento para pagamento das contribuições previdenciárias ao INSS.

14. DIRPF

A Declaração Anual de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) é uma declaração que deve ser entregue anualmente por contribuinte do imposto de renda, de acordo com as regras e valores determinados pela Receita Federal do Brasil (RFB), que pode sofrer alterações a cada ano.

15. CTPS

Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é o documento do trabalhador brasileiro, no qual são obrigatoriamente registradas todas as prestações de serviços sob o regime CLT.

16. GFIP

Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP) é um documento para pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e para o fornecimento mensal de informações confiáveis sobre os segurados pelos empregadores.

17. RAIS

Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) é um relatório que deve ser entregue anualmente por empregadores ao Ministério do Trabalho com informações socioeconômicas de seus empregados para fins estatísticos. 

Existem muitos outros termos utilizados no empreendedorismo com os quais você se deparará ao longo da sua jornada. Por isso, busque sempre conhecer cada um deles e a sua relevância no mundo dos negócios.

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude a disseminar essas informações para mais pessoas!


Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This