Autor

MegaOffice

Browsing

Gestão 4.0: quais suas características e como adequar a empresa?

Talvez você já tenha visto por aí o número 4.0 após determinado termo. Sabe o que significa? Ele se refere à Quarta Revolução Industrial, o estágio mais recente pela qual a indústria, a manufatura e as profissões passam. A expressão gestão 4.0 reflete essa mesma interpretação.Na prática, é uma forma de administrar a empresa, na qual se busca suprir, com mais intensidade, as expectativas do cliente. É influenciada não apenas pela tecnologia, mas, sobretudo, pela mudança no comportamento dos consumidores, que necessitam de uma experiência mais agradável durante o processo de compras. Continue a leitura e entenda as principais características, para poder aplicá-las no seu negócio!Plataformas omnichannelO omnichannel é a integração entre os diversos canais existentes no negócio. Empresas e e-commerces, que contam com várias possibilidades de contato com os clientes (como chat no site, WhatsApp, redes sociais), precisam investir em formas de centralizar todas as informações obtidas por elas.Vamos a…

Confira a importância da organização financeira para a gestão do seu negócio

A organização financeira é um dos pilares que mantêm a saúde financeira e operacional de uma empresa. Apesar de sua importância, ainda é comum encontrar muitos negócios que não adotam políticas internas voltadas para a qualidade e otimização dos seus processos financeiros. Pensando nisso, desenvolvemos este post para ajudá-lo a entender por que é tão importante voltar a sua atenção para esse tema, conhecendo processos, soluções e dicas práticas que podem ser implementados na organização das suas finanças empresariais. Acompanhe! A importância da organização financeira empresarial Em um ambiente empresarial cada vez mais competitivo, o controle financeiro é essencial para garantir a longevidade de um negócio. Sem adotar boas práticas, a empresa corre o risco de sofrer quedas nas vendas — e consequentemente nos lucros—, perder espaço para a concorrência, perder clientes, enfim, reduzir a rentabilidade geral. Por outro lado, além de evitar todos esses problemas, a organização financeira traz…

4 práticas para reduzir o absenteísmo na empresa

Uma empresa deve focar suas ações em gerar mais negócios, mas também em manter sua operação o mais eficiente possível para que tenha sucesso, não é mesmo? Um desses controles, sem dúvidas, é o do absenteísmo de sua equipe. Além de afetar as finanças do negócio, ele também é um indicativo fundamental da gestão de recursos humanos e, por consequência, do clima organizacional. Quer conhecer algumas práticas que podem ajudar no controle do absenteísmo, garantindo que seus colaboradores atuem felizes e no máximo de suas performances? Confira neste post. O que é absenteísmo? Absenteísmo é o ato de se ausentar ou faltar a uma atividade ou função na qual era esperado. Dessa forma, trazendo seu significado para o mundo dos negócios, é o mesmo que a ausência momentânea de um colaborador em seu quadro de horários ou escala. Algumas ausências são justificadas, outras passíveis de descontos salariais previstos no contrato…

Saiba mais sobre o cálculo DIFAL

O Diferencial de alíquota, conhecido como DIFAL, foi instituído por meio da Emenda Constitucional 87/15, com a finalidade de fazer com que o estado de destino recebesse uma parte do ICMS devido pela transação interestadual, como forma de proteger a competitividade do estado onde o consumidor reside. Isso porque, quando uma mercadoria é mais barata do que no estado onde o cliente mora, já que o ICMS é mais baixo, ele vai comprar nesse outro estado. Logo, o DIFAL foi criado principalmente para equilibrar essa situação. Devido a sua importância, é necessário que todos os empresários conheçam o funcionamento do DIFAL. Pensando nisso, elaboramos este port. Confira! Quando ele ocorre? A circunstância geradora do DIFAL acontece nas operações que destinam bens e serviços ao consumidor final, contribuinte do imposto ou não, localizado em outro estado. O recolhimento será devido nos seguintes casos: ao destinatário, quanto for o contribuinte do imposto; ao…

Entenda como otimizar a emissão de obrigações acessórias

A legislação brasileira é muito complexa e burocrática quando o assunto são as obrigações acessórias que devem ser cumpridas por todas as empresas. Elas compreendem todos os trâmites que são utilizados como base para elaboração de demonstrações contábeis, emissão de notas fiscais, apuração de impostos e outros processos financeiros. Devido à grande quantidade de documentos, essas tarefas podem gastar muito tempo para ser executada, impactando na produtividade no negócio. Além disso, é muito importante ter atenção ao cumpri-las, já que qualquer erro quanto à declaração ao Estado pode acarretar em penalizações ao estabelecimento, como multas e outras sanções impostas pelos órgãos regulamentadores. Pensando nisso, elaboramos este post para mostrar como fazer a emissão das obrigações acessórias de forma eficiente. Acompanhe! Quais são as principais obrigações acessórias? Entre as principais obrigações acessórias vigentes no país estão: Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf): deve ser prestado por todas as companhias com o…

Você sabe o que é presenteísmo e como isso pode estar afetando sua empresa?

Apesar de ser muito comum, o presenteísmo é um termo pouco conhecido em algumas empresas. Trata-se da situação em que um funcionário se encontra fisicamente no local de trabalho, mas não tem a dedicação e a concentração necessárias para o desenvolvimento de suas funções. Essa ação pode ser muito prejudicial ao negócio, tendo em vista os impactos que ela pode causar, como perda de produtividade, aumento do índice de turnover, desentendimentos entre a equipe, elevação dos custos, falta de capacidade de desempenho do estabelecimento, entre outros. Pensando nesses prejuízos, elaboramos este post para mostrar os principais fatores que levam ao presenteísmo e como evitá-los. Confira! Quais são as principais causas do presenteísmo? Entre os motivos que levam ao presenteísmo estão: doença física ou mental; depressão; estresse; insônia; clima organizacional ruim; sobrecarga de trabalho; dificuldade de relacionamento com a liderança; riscos relacionados à atividade; pressões. Com medo de ser demitido, o funcionário se…

Gestão contínua e a eficiência dos seus colaboradores

A gestão contínua se trata de uma alteração de como é visto o relacionamento entre a companhia e o indivíduo, possibilitando um melhor entendimento do funcionamento do local de trabalho e o que pode ser feito para gerar um resultado mais produtivo. Essa ação pode ser implementada em todos os setores da empresa, principalmente no gerenciamento de pessoas e em como as funções estão sendo desenvolvidas pelos colaboradores, por meio da adoção de práticas eficientes que podem gerar várias vantagens, como desenvolvimento de uma liderança, aprimoramento do trabalho em equipe e redução da rotatividade. Devido a sua importância, elaboramos este post para explicar os principais pontos de atenção que impactam a gestão contínua de pessoas. Confira! Mudanças na cultura organizacional Para implementar uma gestão contínua eficiente, é importante que a empresa avalie seus comportamentos, políticas e culturas e mudar aquilo que não está surtindo efeito — principalmente no que tange a motivação da…

Compliance fiscal – Por dentro do Conceito

Com tantas regras e obrigações impostas na lei para serem cumpridas, muitos empresários acabam cometendo erros em relação a todas exigências legais. Essas falhas podem gerar sérios problemas com o Fisco, inclusive a aplicação de multas e demais sanções que podem impactar no desenvolvimento do negócio. Para evitar que isso aconteça, contar com o compliance fiscal pode ser uma ótima opção. Isso porque se trata de um conjunto de medidas e condutas usadas com o intuito de respeitar as normas, regulamentações e políticas estabelecidas por uma companhia, por meio de ferramentas que ajudam no controle dos processos internos. Pensando na sua importância, elaboramos este post para esclarecer os principais pontos sobre o assunto. Confira! Quais as vantagens em adotar o compliance fiscal? O compliance fiscal pode gerar benefícios diretos e indiretos para a empresa. Conheça alguns deles a seguir. Diretos arquivamento de todos os documentos relevantes para a comprovação das declarações emitidas;…

Drawback: o que eu preciso saber sobre esse regime tributário?

O cotidiano tributário do setor industrial pode ser extremamente complexo, uma vez mais quando consideramos a natureza das atividades e o volume das operações. Com isso em mente, elaboramos um conteúdo fundamental para os nossos leitores, no qual explicamos o que você precisa saber sobre drawback. Pouco comentado, mas muito importante, esse é um regime com três modalidades específicas para quem atua no segmento produtivo, operando fábricas e indústrias. Portanto, não perca a chance de refinar o seu controle operacional e reduzir a sua carga tributária. Acompanhe! O conceito de drawback Basicamente, trata-se de um regime tributário especialmente projetado para os exportadores industriais. A solução foi implementada ainda na década de 1960, instituída sob a forma do Decreto-Lei 37/1966. Em conceito, o drawback foi desenvolvido para alavancar a competitividade das produções nacionais nos mercados externos. A concessão Para atingir esse objetivo, o regime conta com três modalidades específicas para a concessão…

Como a Norma IFRS 16 impacta a contabilização nas empresas?

Como você bem sabe, o acompanhamento financeiro de uma empresa envolve uma série de aspectos legais, tributários e contábeis. Portanto, pensando na regularidade da sua operação, elaboramos este post especial em que explicamos os principais pontos e curiosidades na norma IFRS 16. O nosso objetivo é oferecer um conjunto de informações importantes para o seu cotidiano fiscal, demonstrando como esse padrão pode impactar positivamente na contabilização do seu lucro operacional. Portanto, não perca tempo e aproveite para aprender mais sobre o tema, refinando sua gestão. Acompanhe! O conceito da norma IFRS 16 Em essência, a IFRS 16 é uma atualização complementar às normas internacionais de contabilidade — International Financial Reporting Standards. Eventualmente, a IFRS atravessa períodos de revisão, sendo pontualmente atualizada para aprimorar sua aplicação em todos os países que adotam o padrão, tal como o Brasil. A IFRS 16 é uma dessas atualizações, que foi implementada ainda no início…