Embora ter o próprio negócio seja uma realização para quem o faz, cuidar de uma empresa não é uma tarefa simples. Muito pelo contrário: quem já se arriscou na abertura de um negócio sabe o quanto é um processo desafiador.

Por esse motivo, muitos empreendedores optam por contar com um sócio para que ambos dividam as responsabilidades. No entanto, para efetivar essa relação de forma adequada, é importante sabe como criar uma sociedade e, assim, evitar possíveis problemas.

Pensando em ajudar nesse procedimento, elaboramos este post com um passo a passo que pode ser seguido para a constituição dos sócios de uma organização. Confira!

Estabeleça o tipo de sociedade

É preciso entender em qual tipo de sociedade o negócio se enquadra. Isso vai depender de questões como porte, cargo exercido por cada sócio, tipo de administração etc.

Os modelos de sociedade mais comuns são:

  • simples;
  • limitada;
  • anônima;
  • em nome coletivo;
  • comandita simples;
  • comandita por ações e;
  • cooperativada.

Alinhe os objetivos

Se está pensando em como criar uma sociedade, o alinhamento de objetivos é fundamental para que os sócios garantam que estarão com a mesma visão estratégica da empresa. Por este motivo, é necessário que se reúnam e elaborem uma lista com as prioridades e finalidades que devem ser consideradas.

Dessa forma, mesmo que cada um tenha uma forma diferente de pensar e agir, as metas estarão delineadas e contribuirão para que ambos trabalhem de forma alinhada para conquistá-las.

Aponte todos os detalhes no Contrato Social

O Contrato Social é uma peça essencial para estabelecer a gestão entre sócios. Ao elaborá-lo, todas as informações relativas ao negócio devem ser informadas, além de estipular as particularidades da sociedade, como, por exemplo:

  • responsabilidades de cada um;
  • funções;
  • quantidade e periodicidade das retiradas;
  • percentual de participação;
  • estratégia de negócios;
  • entre outros.

Além da divisão dos lucros, é necessário apontar a divisão dos prejuízos, caso a empresa passe por dificuldades ou se encerre em algum momento.

Defina o direito de cada sócio

Essa informação precisa ser defina para as situações onde há falência de um dos sócios, com o objetivo de evitar problemas judiciais que envolvam os sucessores. Em geral, as responsabilidades costumam ser divididas por igual e são conhecidas como ilimitadas, solidárias e subsidiárias.

Essa questão se trata de uma cláusula pré-definida para que seja possível indicar um representante entre os sócios no que se refere às questões legais.

Faça o registro da sociedade

As sociedades podem ser registradas no Registro Civil de Pessoas Jurídicas ou na Junta Comercial, que vai depender da natureza empresarial e civil. Por exemplo, as sociedades limitadas simples são constituídas, modificadas ou extintas no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, enquanto as sociedades limitadas empresariais terão as informações registradas na Junta Comercial.

Revise o contrato periodicamente

É importante ter em mente que a sociedade empresarial foi constituída dentro da realidade financeira do momento. No decorrer do tempo, a empresa tende a se modificar, tanto em relação ao crescimento como em possíveis recuos financeiros, fazendo com que algumas cláusulas da sociedade se tornem ultrapassadas. Além disso, qualquer entrada ou saída do sócio exige a alteração do contrato.

Apesar de saber como criar uma sociedade, é importante que você conte com uma empresa especializada para auxiliar nessa tarefa e dar mais orientações sobre o assunto, já que qualquer erro pode trazer grandes problemas para os sócios, principalmente em casos mais complexos, como nas vendas de ações, por exemplo.

Achou o conteúdo interessante? Então, aproveite para seguir nossas redes sociais e ficar por dentro de todas as nossas publicações. Estamos no Facebook e Instagram!

Escreva um comentário

Share This