O controle de custos é o primeiro pilar de uma gestão financeira eficiente. Todo empreendedor precisa administrar com atenção o fluxo de caixa, atentando a todos os elementos que compõem uma gestão de custos eficaz, como despesas, lucro, faturamento e depreciação, por exemplo.

Calcular adequadamente cada um dos dispêndios é uma forma de identificar possíveis gargalos que estão levando a gastos desnecessários e alinhar os processos da organização às suas reais necessidades para otimizar cada vez mais os resultados.

Continue lendo nosso conteúdo de hoje e saiba como controlar os custos da sua empresa de maneira eficiente e sair ganhando!

Comece identificando os custos

Para um controle de custos eficaz, é fundamental a identificação dos dispêndios da empresa. Não é incomum que os gestores percam o controle dos gastos por não terem um acompanhamento rígido de tudo que gera desembolso para a companhia.

Sem um diagnóstico, um monitoramento e uma avaliação dos números do negócio, o processo de tomada de decisão sobre os rumos da empresa torna-se difícil ou, na pior das hipóteses, pode ser realizado de forma incorreta, gerando ainda mais prejuízos.

O controle de custos é uma importante ferramenta que fornece informações necessárias sobre o desempenho das atividades e a rentabilidade do negócio.

Conheça os diferentes tipos de custos

Identificar os custos de um negócio possibilita realizar um planejamento, um controle e um desenvolvimento das operações do negócio de forma mais eficaz. No entanto, é preciso muito mais que isso! É necessário conhecer e detalhar os custos nos seus respectivos grupos. Como assim?

Os custos se dividem em dois grupos: fixos e variáveis. Vejamos como funciona cada um deles para compreender melhor para onde vai o dinheiro da empresa:

Custos fixos

São aqueles custos que se mantêm estáveis, ou seja, são custos que se repetirão mensalmente, independentemente do volume de produção. Por exemplo:

  • aluguel;
  • salários, encargos trabalhistas e benefícios, como vale-transporte e vale-alimentação;
  • custos com transporte de mercadorias, logística;
  • pró-labore, entre outros.

Custos variáveis

São aqueles que variam com as operações da empresa e, por isso, alteram-se mensalmente. Em muitos casos, os custos variáveis dependem do volume de vendas. São eles:

  • matéria-prima (depende do volume de produção);
  • impostos (dependem do volume de vendas ou do percentual fixo do faturamento, que varia);
  • comissões (no caso de a empresa remunerar por vendas).

É importante definir os custos que fazem parte do negócio e realizar um controle mensal desses gastos. Apenas assim, será possível comparar os gastos e as receitas do negócio e chegar a um valor confiável.

Fique atento aos valores de estoque

Estoque parado equivale a dinheiro parado. O estoque é um dos setores de uma empresa que mais precisam de acompanhamento e monitoramento constantes. Não é incomum que os empreendedores se deparem com falta de produtos para atender altas demandas ou que tenham itens encalhados por longos períodos. Os desperdícios de estoque são os grandes vilões de um controle de custos eficaz, já que representam custos negativos, que nunca deveriam acontecer!

Produtos vencidos ou sem circulação, compras em excesso e aquisições desnecessárias — o gestor precisa estar atento a cada um desses elementos, de forma a manter um controle de estoque rigoroso e, assim, um fluxo de caixa mais saudável.

Acompanhe as métricas

O uso de indicadores de desempenho para o controle de custos é uma das ferramentas mais eficientes utilizadas por muitas empresas. Tais métricas fornecem informações reais e atualizadas sobre o negócio, sendo possível avaliar a rentabilidade e a lucratividade, as contas a pagar e a receber, o volume de vendas, o giro de estoque, entre outros.

O acompanhamento das métricas do negócio possibilita que o empreendedor possa realizar previsões mais realistas sobre os gastos e as receitas da empresa e estabelecer estratégias que possam resultar em números mais promissores para o futuro da companhia.

O controle de custos é uma importante prática para qualquer organização, independentemente do porte e segmento de atuação. Se você gostou do nosso conteúdo, continua com alguma dúvida ou quer compartilhar sua opinião, deixe seu comentário logo abaixo. Esperamos seu contato!

Share This