Muitas empresas ainda têm a visão equivocada de que a contabilidade é um gasto extra ou uma mera atividade burocrática de envio de informações ao Fisco e afins. No entanto, encará-la dessa forma pode ser um verdadeiro tiro no pé e um desperdício enorme de recursos. Por isso, é preciso entender melhor a importância da contabilidade fiscal e gerencial.

Neste post você descobrirá do que trata cada uma dessas ciências e como poderá se beneficiar das informações geradas por elas. Esse conhecimento é de extrema relevância para a saúde financeira do seu negócio. Fique conosco e aproveite a leitura!

O que significa contabilidade fiscal?

A contabilidade fiscal também é conhecida como contabilidade tributária. É o serviço responsável pela conciliação dos tributos de um negócio, por meio do registro e escrituração dos fatos contábeis geradores das taxas.

Esse tipo de trabalho é essencial para manter a empresa em dia com a carga tributária devida pelas atividades que realiza. Assim, organizar suas finanças e seus processos administrativos exige conhecimento e domínio dos regulamentos e dos tributos existentes.

Diretamente relacionada às finanças, a contabilidade fiscal também afeta a lucratividade e a viabilidade de uma empresa. O gerenciamento inadequado das informações tributárias pode acarretar problemas sérios e até levar ao fechamento do negócio por irregularidade fiscal.

Como se trata de uma área que exige habilidades específicas e amplo conhecimento em tributos, o profissional mais capacitado para atuar na contabilidade fiscal é o contador, que acaba servindo como um orientador para as decisões do administrador.

Descubra por que um escritório de contabilidade online é um bom negócio!

O que é a contabilidade gerencial?

Por falar em administração, a contabilidade gerencial é aquela que dá suporte e embasamento para a melhor tomada de decisões dentro do ambiente organizacional. Trata-se de um conjunto de técnicas que combina a contabilidade financeira, fiscal e análise das demonstrações contábeis para fornecer dados úteis à gestão.

Essa é uma ferramenta indispensável para o público interno de uma empresa, que depende da contabilidade gerencial para elaborar estratégias baseadas no conhecimento sobre a situação real do negócio. No entanto, poucos gestores utilizam esse recurso tão relevante.

Quais são as diferenças entre contabilidade fiscal e gerencial?

A contabilidade conta com diversas ramificações. Como você viu até aqui, a fiscal e a gerencial são algumas delas. Cada uma tem um papel distinto, mas igualmente relevante no dia a dia do negócio.

Na gestão, a contabilidade gerencial é responsável por identificar, medir e interpretar as informações financeiras da empresa. Essa avaliação ajuda os administradores, diretores e sócios a tomarem decisões mais precisas e acertadas.

Nesse caso, o contador não está atrelado a nenhum tipo de obrigação fiscal. Ele apenas precisa responder às determinações e procedimentos estipulados pela administração.

Na contabilidade fiscal, por outro lado, o contador deve se manter atento às leis do país, estado ou município. Também deve responder a uma série de obrigações fiscais, registrando, organizando, apresentando e pagando os impostos devidos. Sua responsabilidade é fazer com que a empresa consiga atuar e desenvolver suas atividades dentro da lei.

Em qualquer um dos casos, é sempre importante buscar o auxílio de profissionais com expertise na área e com competências que confiram confiabilidade aos serviços prestados. Por isso, as empresas especializadas são a melhor solução.


Se você quer manter a contabilidade fiscal e gerencial da sua empresa em dia e ainda contar com informações relevantes para a gestão do negócio, acesse o site da MegaOffice e descubra nossos serviços!

Escreva um comentário

Share This