Por se tratar de um regime tributário relativamente simples, muitos microempreendedores individuais acreditam que é desnecessário cuidar da gestão do negócio desde o seu início.

É justamente por pensar e agir dessa forma que grande parte dos que iniciam uma empresa fecha as portas em menos de dois anos. Afinal, o sucesso de qualquer empreendimento está diretamente ligado à eficiência no gerenciamento de todos os seus recursos.

Por isso, a gestão para MEI é fundamental a fim de manter as contas organizadas e planejar os próximos passos do negócio. Acompanhe este post e confira como realizar uma gestão eficiente!

Gestão financeira

A gestão financeira deve começar antes mesmo da formalização da empresa. Você deve analisar previamente quais são os recursos necessários para realizar o sonho do negócio próprio.

A autoavaliação é um fator importante para medir o próprio nível de conhecimento sobre finanças. Busque também por apoio, participe de cursos e leia artigos e livros a respeito. Essa atitude fará toda diferença quando o seu empreendimento estiver formalizado e ativo no mercado.

Dessa maneira, a gestão financeira deverá ser assumida na rotina diária. É possível adotar uma planilha para o controle do fluxo de caixa, ou seja, das entradas e saídas do dinheiro, e atualizá-la diariamente. Além disso, lembre-se sempre de separar as contas da empresa das contas pessoais.

Se preferir, ainda pode optar por ferramentas online de gestão financeira ou por contar com o auxílio de um escritório de contabilidade especializado. Assim, você terá controle absoluto das suas finanças além de manter as obrigações sempre em dia.

Gestão tributária

Entre as obrigações tributárias do MEI, a principal é o recolhimento mensal da contribuição por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) no valor que corresponde à área de atuação da empresa e com base no valor do salário-mínimo atualizado a cada ano.

A segunda obrigação mais importante é a entrega da Declaração Anual Simplificada do MEI (DASN-SIMEI) até o último dia útil de maio de cada ano. Nessa declaração, o microempreendedor individual deve informar à Receita Federal do Brasil (RFB) a sua receita bruta auferida no ano anterior.

Além dessas, há ainda a emissão de notas fiscais que deve ser feita obedecendo às regras impostas pela legislação. Subestimar a gestão tributária e deixar de cumprir com essas obrigações pode acarretar multas e prejuízos financeiros, comprometendo todo o funcionamento e o crescimento do negócio.

Gestão administrativa

A gestão para MEI é essencial e pode ser realizada de forma simples por meio de quatro processos básicos de organização: fazer, vender, controlar e liderar.

O processo de fazer significa transformar ideias em soluções desejadas que atendam as necessidades do cliente. Porém, é preciso aprimorar o modo de fazer, ou seja, otimizar a maneira de trabalhar e de efetuar todos os processos inerentes à atividade da empresa. Tudo deve ser devidamente planejado.

O segundo processo básico para o sucesso de um empreendimento é vender. Aqui, o importante é entender que, para vender bem, é preciso calcular os preços de forma responsável bem como investir em propaganda e marketing para se destacar diante dos concorrentes.

Depois de desenhar criteriosamente o processo de vendas, temos o terceiro processo: controlar. Esse passo serve para conhecer o fechamento diário do caixa e do estoque e obter informações fundamentais para a apuração dos custos e do lucro. Isso possibilita a realização de novos investimentos para expandir o negócio.

Por fim, o quarto processo diz respeito à liderança. Tendo em vista a expansão da empresa, é certo que haverá a necessidade de contratar pessoas para colaborar na execução das atividades. Por isso, o microempresário precisa desenvolver habilidades de liderança para saber delegar tarefas e cobrar resultados.

Como você pôde perceber, a gestão para MEI é imprescindível para delinear de forma adequada todos os passos necessários para o desenvolvimento e crescimento de qualquer negócio.

E então, este conteúdo foi útil e você quer ter acesso a mais temas relevantes como esse? Assista aos nossos vídeos e aprimore seus conhecimentos sobre gestão!


Escreva um comentário

Share This