No início, pode parecer que a remuneração estratégica é um bicho de sete cabeças. Afinal, ela exige planejamento, conhecimento sobre a equipe, criatividade e diversos outros aspectos. No entanto, neste post você verá que ela é mais simples do que parece.

A remuneração é um dos principais atrativos que contribuem para a escolha do profissional por uma empresa. Por isso, é interessante que você saiba estipular esse benefício da maneira certa. Quer conferir como fazer isso? Então, fique conosco e boa leitura!

O que é remuneração estratégica?

A remuneração estratégica é o modo como as empresas atribuem valor à contribuição dos seus funcionários, ou seja, é a contrapartida pelos serviços prestados e pelo seu bom desempenho. De maneira geral, trata-se do oferecimento de benefícios para aqueles colaboradores que se destacam, uma forma de implementar a meritocracia e uma avaliação justa em termos de produtividade.

Quais são os benefícios oferecidos nessa modalidade?

Para criar uma remuneração estratégica é possível recorrer a diversas ideias de como tornar esse fator ainda mais interessante. Muitas empresas adotam os mais variados benefícios, como:

  • comissões e remunerações variáveis;
  • participação nos lucros;
  • abono salarial;
  • folgas extras;
  • descontos em academias;
  • descontos em instituições de ensino;
  • descontos em restaurantes;
  • viagens;
  • previdência complementar;
  • cursos e workshops externos.

O importante, nesse caso, é entender o que, nisso tudo, funciona para a sua equipe. Por isso, antes de tomar uma decisão, realize uma pesquisa interna para identificar o que teria mais impacto motivacional na sua empresa.

Quais são as vantagens desse tipo de remuneração?

Aumento da produtividade

Um profissional que sabe que é recompensado pelo seu esforço tende a dar o melhor de si constantemente. Assim, alcança resultados melhores, se mantém produtivo e acaba estimulando seu grupo a ser mais produtivo também. Todos saem ganhando com isso.

Engajamento da equipe

É muito mais fácil se engajar em um projeto quando você sabe que será bem recompensado por ele, não é mesmo? Isso é o que acontece na equipe, que vê valor na proposta da empresa quando percebe que cada colaborador comprometido pode sair beneficiado dessa troca saudável com a empresa.

Melhoria no desempenho geral

As pessoas são a chave de qualquer negócio. Elas é que fazem a engrenagem girar. Portanto, quando você valoriza seus colaboradores com uma remuneração estratégica, muitos aspectos organizacionais tendem a melhorar, como a produtividade, a motivação e assim por diante. Isso afeta diretamente no desempenho do negócio.

Maior motivação

Economizar, ganhar mais, viajar. Não importa qual seja o objetivo dos seus colaboradores, quando a empresa é parceira deles, ela consegue contribuir para a motivação do seu time. Se você decidiu oferecer uma viagem ao melhor funcionário do ano, por exemplo, muito provavelmente os profissionais se sentirão bastante empolgados em buscar essa conquista.

Retenção de talentos

Uma alta rotatividade pode, eventualmente, ocorrer por causa de um pagamento não-atrativo. Por isso, um salário coerente com a função, um ambiente de trabalho saudável e uma remuneração estratégica podem ser motivos mais do que suficientes para um profissional querer continuar na sua empresa.

Melhor ambiente empresarial

Em um ambiente em que todos trabalham juntos e se ajudam a crescer, o clima organizacional é mais leve e saudável. Além disso, a motivação é um fator importante para a qualidade da convivência em equipe. Sendo assim, equipes bem remuneradas tornam o ambiente de trabalho melhor.

Criar uma remuneração estratégica é algo simples e também uma ótima maneira de mostrar o quanto os colaboradores são importantes para o negócio. Por isso, certifique-se de que os benefícios ofertados estejam alinhados com os desejos e necessidades da sua equipe.

Você gostou deste conteúdo sobre remuneração estratégica? Se sim, confira outras maneiras de desenvolver a proatividade em ambiente corporativo!

Escreva um comentário