Quando uma empresa não utiliza um critério eficiente para realizar a precificação de produtos e serviços, está comprometendo a sua reputação no mercado e prejudicando a sua lucratividade.

Precificar de forma correta é fundamental para que o valor a ser pago seja justo para os consumidores e, ao mesmo tempo, proporcione o lucro desejado. Sendo assim, é preciso utilizar parâmetros reais para que haja coerência com os valores praticados no seu segmento de atuação.

Neste artigo, apresentamos algumas das principais dicas de como acertar na sua formação de preço, mantendo o equilíbrio entre o custeio de despesas do empreendimento e as exigências do mercado. Continue a leitura para conferir!

Conheça seus custos e despesas

Muitos empreendedores adotam uma estratégia de preços sem considerar os custos e despesas variáveis, o que é um grande risco, pois mesmo tendo um bom faturamento ele pode não ser suficiente para cobri-los e a empresa pode ter prejuízo. Portanto, para realizar uma eficiente precificação de produtos é necessário conhecer bem todos os gastos que envolvem a sua atividade e que se alteram de acordo com o volume de vendas.

Os custos variáveis correspondem à produção ou aquisição das mercadorias, tais como insumos produtivos, matéria-prima e custo com mão de obra direta. Já as despesas variáveis não estão diretamente ligadas ao produto, mas também variam conforme as vendas, como as comissões, fretes e tributos que incidem sobre o preço.

Saiba qual o seu enquadramento tributário

Como já mencionado, os tributos são despesas variáveis, contudo, em cada regime tributário as alíquotas são diferentes e isso também interfere na precificação de produtos. No Brasil, os três principais tipos de regime tributário são:

Simples Nacional

Para micro e pequenas empresas com receita bruta anual de R$ 4,8 milhões. A alíquota dos impostos é determinada de acordo com a atividade exercida, podendo variar de 4% a 33%, e o pagamento dos impostos é reunido no Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

Lucro presumido

Para empresas que faturam até R$ 78 milhões anuais. Nesse regime os impostos também variam de acordo com o tipo de atividade exercida e o percentual de alíquota vai de 1,6% até 32%. Sobre o PIS e a COFINS incide a alíquota de 3,65% e são cobrados de forma cumulativa sobre o faturamento mensal;

Lucro real

Para empresas com receita bruta anual maior que R$ 78 milhões. O Imposto de Renda e o CSLL são apurados de forma periódica sobre os percentuais de 15% e 9%, respectivamente. Como regra, o PIS e a COFINS são cobrados de forma não cumulativa com o percentual de 9,25%.

Caso você possua alguma dúvida sobre o regime tributário no qual o seu negócio está enquadrado, peça ajuda a um contador antes de definir seus preços.

Defina uma margem de lucro líquido

O lucro pode variar de acordo com seu objetivo, mas deve sempre representar uma margem razoável para valer a pena. Ele é obtido subtraindo os custos do preço final do produto. O resultado te ajudará a entender quanto você realmente ganha com o seu empreendimento.

Uma margem de lucro elevada pode afastar os clientes e deixar mercadorias paradas no estoque, além de reduzir a competitividade dos seus produtos no mercado. Por outro lado uma margem muito baixa compromete as finanças, levando o negócio ao prejuízo. Busque sempre o equilíbrio.

Considere os preços da concorrência

O aspecto mercadológico também é essencial e não pode ser negligenciado. É preciso saber se o preço do seu produto está acima ou abaixo do praticado pela concorrência, ou ainda se está na média dos valores do mercado. Faça um mapeamento dos concorrentes para entender qual é a situação do seu preço em relação aos valores cobrados por eles. Você pode, por exemplo, buscar informações online, utilizar clientes ocultos para analisar a experiência de compra na concorrência, entre outras ações.

Como você pode perceber, a precificação de produtos é uma importante ferramenta de gestão para gerar bons resultados e determinar o futuro da empresa. Seguindo as dicas que te fornecemos neste post você, com certeza, vai fazer uma excelente precificação.

Gostou do conteúdo sobre como acertar na precificação de produtos e serviços? Então siga-nos no Facebook e no Instagram para acompanhar todas as nossas postagens!

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This